Beleza limpa: como introduzir na rotina de autocuidado

Beleza limpa: como introduzir na rotina de autocuidado

A jornalista Olívia Nicoletti fala sobre como mudou aos poucos os seus hábitos de beleza

Por Olívia Nicoletti

Já pensou que bom seria: em um belo dia, todo o mercado de beleza entende que suas fórmulas são prejudiciais ao meio ambiente como um todo (à natureza e a nós, seres humanos, que fazemos parte dela), decide mudar suas fórmulas e, como em um passe de mágica, as pessoas aderem aos novos produtos e sugestões.

Ufa! Grande parte dos nossos problemas ambientais poderiam ser resolvidos, certo? Mas, infelizmente, não é bem assim que aconteceu e acontece. Eu mesma, hoje uma grande fã de produtos e iniciativas de beleza limpa, torci o nariz quando comecei a ouvir falar sobre o assunto. 

Tudo começou lá nos idos de 2015, quando ouvi pela primeira vez o termo “beleza limpa”. Ainda que sentisse que minha pele e meu cabelo estavam, de certa forma, intoxicados por causa dos produtos que eu costumava usar (não apenas por terem petrolatos e químicos infinitos em suas fórmulas, mas por serem feitos para mulheres que não moram no Brasil e, portanto, são completamente diferentes de nós), lembro de ter achado um movimento meio nada a ver, meio coisa de hippie, uma viagem completa – como soa errado à primeira vista tudo o que não conhecemos bem, não é mesmo? 

Mas, que bom! Há sempre tempo para aprender e repensar antigos costumes. Mais adiante, em 2017, comecei a ouvir uma amiga querida, pesquisadora de tendências e entusiasta da sustentabilidade em todas as suas formas, Iza Dezon, falar sobre o assunto, e, assim, me despertar curiosidade imediata.

No mesmo ano, comecei a trabalhar em uma revista feminina como editora de beleza e aí foi a deixa que faltava: meu interesse pelo lado limpo desse universo não parou de crescer. 

Skindrops Glow e Eye CARE

Lá fora, hoje grandes nomes desse setor começavam a pipocar, mas demoravam a chegar por aqui – assunto para uma outra coluna: sabia que é muito difícil trazer produtos de beleza gringos para o Brasil? – e, por isso, tardei de fato, a entrar na onda. Foi apenas quando, através do trabalho como editora de beleza, conheci a CARE Natural Beauty, que resolvi testar produtos limpos. 

Do Skindrops Hialu ao Eye CARE foi um pulo e, quando vi, já ansiava pelos novos produtos da marca, que fui aliando a outros itens limpos de outras marcas e criando minha própria rotina mais consciente com o meu corpo e com o meio ambiente.

skincare_banheiro

Hoje em dia, mais que a pia do meu banheiro e minha bancada de maquiagem, a minha pele é outra – sinto que está mais uniforme, mais iluminada e, sem dúvidas, mais saudável.

Por isso, queria dividir a minha trajetória com a beleza limpa; quem sabe não te inspira a buscar a sua por aí?

Deixe um comentário

Os comentários precisam ser aprovados antes da publicação.