Greenwashing: conheça o que é e como evitar!

Greenwashing: conheça o que é e como evitar!

O greenwashing vem crescendo na medida em que a exigência do consumidor passou a ser a busca por um consumo consciente e por práticas cada vez mais sustentáveis.

Como era de se esperar, algumas marcas querem aproveitar essa maior consciência dos consumidores, mas não estão dispostas a mudanças efetivas em seus processos produtivos.

Pensando nisso, preparamos esse conteúdo para explicar mais sobre o greenwashing, incluindo:

Com esse conteúdo, esperamos te ajudar a não cair na conversa de empresas que querem se aproveitar da sua responsabilidade!

O que é greenwashing?

Greenwashing_1

Primeiramente, é preciso entender o que é o greenwashing. O termo também é conhecido como “lavagem verde” ou “maquiagem verde”, sendo usado para designar marcas que se dizem "eco-friendly" e sustentáveis, mas que fazem uso dessa imagem estrategicamente, apenas para enganar os consumidores.

Isso ocorre, por exemplo, quando uma empresa afirma usar apenas componentes orgânicos nas formulações, mas não é verdade, quando ela afirma que embalagens de plástico normais são biodegradáveis, quando usam selos falsos de “cruelty-free” e garantem que usam madeira reflorestada ou reutilizada, mas não é verdade.

Portanto, são as diversas chamadas, seja no rótulo ou em propagandas de marketing, visando transmitir uma imagem de sustentável, mas que não condiz com o que a marca faz na prática.

Agora, você deve estar se perguntando: mas como posso identificar e evitar comprar de marcas que agem de má-fé? Continue a leitura e entenda com a CARE tudo sobre o greenwashing e o que significa essa lavagem verde.

Como podemos evitar o greenwashing?

Quando o assunto são produtos “verdes”, muitas vezes, os consumidores compram por influência das embalagens, observando rótulos ou propagandas que levam a acreditar que determinado produto contribui de alguma forma com o meio ambiente ou apresenta um impacto ambiental reduzido em relação aos concorrentes.

produtos sem rótulos

Porém, a realidade pode ser totalmente diferente, e essa prática enganosa faz com que os consumidores conscientes passem a contribuir com as práticas não sustentáveis de uma empresa.

Caso você esteja com dúvidas e queira identificar se uma empresa pratica o greenwashing, é primordial fazer uma pesquisa para entender o posicionamento que a marca aborda e observar se:

  • a comunicação da embalagem, design ou marketing projeta um entendimento de que esse produto ou serviço é ecologicamente correto, mas não explica como a marca faz isso;
  • a marca não dá muitas informações ou oculta características consideradas nocivas dos produtos;
  • a marca utiliza selos ou certificados ambientais que não são confiáveis;
  • a marca passa informações irrelevantes, como referir-se à uma substância nociva que não está presente no produto, mas o uso já é proibido por lei;
  • a marca utiliza termos vagos de maneira positiva em sua embalagem, como “amigo do meio ambiente”, mas sem explicar o real significado disso, gerando dúvidas nos consumidores.

Essas e muitas outras práticas devem ser levadas em consideração para entender se a marca pratica o greenwashing.

Continue a leitura e confira algumas atitudes simples para evitar cair nesses apelos e nessas estratégias!

Observe os rótulos das embalagens e decifre-os

Analisar a embalagem normalmente é o nosso primeiro passo para procurar informações relevantes sobre sustentabilidade e substâncias não nocivas à saúde.

Mas, com tantos dados que podem ser observados e selos até mesmo nunca vistos, fica um pouco mais complicado entender se o produto é realmente confiável.

Por isso, saber reconhecer os principais selos ambientais é uma etapa muito importante para combater o greenwashing. O Instituto Brasileiro de Defesa ao Consumidor (Idec) disponibilizou uma lista desvendando os principais selos e seus significados.

Clique aqui e confira os selos mais importantes para não se confundir na hora de adquirir um novo produto.

Siga a marca nas redes sociais e observe seus discursos

Ainda que a análise dos rótulos seja muito importante, observar os discursos e as práticas que a marca aborda no cotidiano é um fator-chave para identificar se ela realmente impacta positivamente o meio ambiente.

Ou seja, seguir a marca nas redes sociais e observar o que os consumidores falam sobre ela também é uma ótima ideia.

Uma dica extra é observar quais são os movimentos sustentáveis que a marca apoia e entender a fundo se essa é uma causa que realmente beneficia o meio ambiente.

Ouça especialistas

Atualmente, existem influencers ou especialistas em beleza natural que fazem a análise de rótulos e contrastam os discursos e práticas das marcas de cosméticos para verificar se são realmente eco-friendly.

Acompanhar o trabalho desses e dessas profissionais ajuda na promoção da beleza limpa, natural e sustentável.

Na dúvida, entre em contato com a empresa

Se ainda assim tiver dúvidas com relação a alguma ação feita pela marca em questão, ter um contato direto com ela pode ser a melhor opção.

Você pode tentar esse contato tanto nas redes sociais quanto pelo SAC. Se o atendimento prestado não for suficiente para você, não hesite em procurar outra marca que seja mais transparente.

Denuncie marcas que praticam o greenwashing

Se você identificar que uma marca está praticando o greenwashing o primeiro passo é eliminá-la da sua lista de referências e não indicar para ninguém.

celular

Mas, além disso, você pode procurar um órgão público para denunciá-la, como no PROCON, Consumidor.gov e CONAR, o que evita que outros consumidores sejam enganados e combate mais ativamente o greenwashing.

Apoie marcas responsáveis e transparentes

Se você já conhece e aprova marcas que são realmente sustentáveis, com uma atuação responsável e transparente em relação ao meio ambiente e como seus produtos impactam a natureza, divulgue e apoie elas.

A CARE é uma marca sustentável que busca cada vez mais trazer conhecimento para os consumidores por meio da responsabilidade e da transparência com eles e com o meio ambiente.

Por isso, além da parceria com a EuReciclo, os produtos que você encontra no site da CARE Natural Beauty são orgânicos, naturais, veganos, cruelty-free e apresentados de embalagens recicláveis e biodegradáveis.

Leia também: Relatório EuReciclo: o impacto positivo gerado pela CARE

Apoie as marcas que se preocupam com a sua saúde e com a do planeta!

Casos famosos de greenwashing;

Apesar das recomendações para evitar o greenwashing, sabemos que é difícil.

Um estudo realizado pelo Idec, em 2018, analisou mais de 500 embalagens de produtos de higiene, limpeza e cuidados domésticos, concluindo que 48% das embalagens apresentavam informações falsas sobre a responsabilidade ambiental da empresa.

Na área de beleza, com cosméticos e produtos de higiene, essas irregularidades são ainda mais comuns que na média.

Mas o greenwashing pode ocorrer em todos os segmentos. Separamos aqui dois casos famosos para você conhecer:

  • Volkswagen: a empresa falsificou resultados de emissões de poluentes nos motores a diesel dos veículos, burlando as inspeções de mais de 11 milhões de veículos no mundo. Quando o caso foi descoberto, o presidente se desculpou publicamente e renunciou ao cargo, além de serem necessários 8,5 milhões de unidades, gerando prejuízos milionários;
  • Fósforo Fiat Lux: a marca anunciou na embalagem que os produtos eram fabricados “100% madeira reflorestada”, o que não era verdadeiro.

São diversos os casos de greenwashing em diferentes segmentos, mas essas ocorrências não devem desanimar seu comprometimento ambiental. Saiba por quê!

A importância do consumo consciente!

O consumo consciente baseia-se em comprar/consumir o que for necessário para sua vida, mas visando o menor impacto ambiental que atualmente é possível para você.

consumo consciente

Para algumas pessoas, um consumo consciente inclui uma alimentação e estilo de vida vegano, com todos os produtos consumidos que não tem origem ou exploração animal, além de menor impacto à natureza, oceanos etc.

Para outras, o consumo consciente é praticado mesmo sem uma alimentação restrita, mas comprometido com a redução dos danos ao meio ambiente.

Leia também: Consumo consciente: saiba o que é e como praticar!

Sabemos que as condições e anseios das pessoas não são iguais, o foco é que cada um faça o que está ao seu alcance para garantir um impacto ambiental reduzido, seja nas florestas, áreas de preservação, oceanos, cidades, atmosfera etc.

Portanto, acreditamos que o consumo consciente é viável para todas as pessoas e o combate ao greenwashing é um dos caminhos para reduzir o impacto ambiental dos nossos hábitos de consumo.

Deixe um comentário

Os comentários precisam ser aprovados antes da publicação.