Argila branca: como usar e para que serve?

Argila branca: como usar e para que serve?

O uso da argila branca para fins estéticos é cada vez mais comum e os diversos benefícios do composto justificam esse crescimento, no entanto, é preciso saber como usá-la corretamente.

Os muitos benefícios da argila branca devem-se a sua composição rica em minerais, sendo extraída de solos diversificados, como da Amazônia. Para que você saiba tudo sobre o tema e como inserir esse rico composto na sua rotina de skincare vamos abordar a seguir:

A partir disso você vai saber tudo sobre argila branca e enriquecer seus cuidados diários com esse produto natural.

argila branca

Argila branca, o que é?

A argila branca consiste em substância em pó utilizada para fins estéticos, tanto na pele como no cabelo. Também chamada de caulim, trata-se de uma opção da cosmética natural por ser diretamente extraída da natureza.

A argila branca se forma a partir do intemperismo de rochas sedimentares sílico-alumínicas, ou seja, seu processo natural de decomposição decorrente de fatores químicos, físicos e biológicos do ambiente, como chuvas, ventos, vegetação e outros.

Ela forma-se nas ribanceiras dos rios, principalmente na região amazônica, em decorrência do período de inundações ocasionado pelas estações chuvosas.

Devido ao seu processo de formação e decomposição, a argila é um material rico em minérios. No caso da argila branca especificamente, suas propriedades estéticas devem-se a presença de:

  • alumínio;
  • sílica;
  • caulinita;
  • manganês;
  • magnésio;
  • ferro;
  • boro;
  • potássio;
  • cálcio;

Essa rica variedade de fitoativos é responsável pelas propriedades cosméticas da argila branca que se diferencia das demais pela sua suavidade, uma vez que tem o pH próximo ao da pele, o que faz indicada principalmente para peles sensíveis.

Além do uso cosmético mais recente, a argila é uma das substâncias presentes desde a medicina ancestral, sendo usada nas civilizações antigas no tratamento de feridas devido às suas propriedades terapêuticas.

Atualmente, o uso inclui tanto a cosmética como também opções terapêuticas devido aos ricos nutrientes e minerais da sua composição. O estudo e uso das argilas formam o que hoje em dia é conhecido como argiloterapia.

Além da argila branca, que é o nosso foco aqui, vamos apresentar brevemente quais as demais argilas usadas em tratamentos estéticos e terapêuticos. São elas:

  • argila amarela: usada para amenizar a oleosidade, melhorar a textura da pele e ajudar na redução dos poros;
  • argila marrom: usada principalmente na regulação sebácea, sendo recomendada para o tratamento da pele oleosa e acneica;
  • argila cinza: usada no tratamento da oleosidade e pele inflamada pela acne devido à presença de titânio, além disso, é indicada para esfoliação da pele;
  • argila negra e verde: são opções muito utilizadas no tratamento adstringente da pele, com efeito detox para purificação devido estimular a microcirculação sanguínea na região tratada;
  • argila vermelha, rosa e roxa: opção indicada peara peles secas devido seu maior poder de hidratação.

Os diferentes tipos de argila aprestam composição de minerais diferentes, o que influencia seus atributos como cor, propriedades e aplicações.

Dessa forma, é importante entender qual a indicação de cada tipo de argila, visando uma opção que realmente é capaz de entregar os resultados almejados.

A composição das argilas, e sua consequente qualidade, vão depender diretamente da região da qual ela é extraída e da composição do solo. Dessa forma, trata-se de um elemento a ser observado na escolha da argila para fins estéticos.

Benefícios da argila branca

Os benefícios da argila branca nos tratamentos estéticos e terapêuticos estão diretamente relacionados aos compostos poderosos presentes na substância.

A argila branca é rica em sais minerais como sódio, potássio e ferro que estimulam a oxigenação celular promovendo maior equilíbrio dos elétrons nas células dérmicas. Esse processo colabora na hidratação da pele e retenção lipídica, que regula a produção sebácea.

O alumínio, por sua vez, é um composto antioxidante que vai contribui no combate aos radicais livres, prevenindo o estresse oxidativo responsável pelo envelhecimento células.

Essas propriedades estão relacionadas aos diversos benefícios promovidos pelo tratamento com argila branca. Conheça a seguir!

Clareia manchas

O clareamento de manchas e uniformização do tom da pele está entre os benefícios da argila branca devido ao seu efeito como peeling superficial. Dessa forma, ajuda na eliminação das células mortas e promove renovação celular, o que contribui na pigmentação uniforme do rosto.

Tipos de pele

Um dos benefícios da argila branca é que ela é indicada para tratamento de peles normais, mistas, oleosas e acneicas devido suas propriedades de regulação sebácea e hidratação.

Além disso, devido ao seu pH é a opção mais indicada para peles sensíveis e delicadas que irritam facilmente com produtos mais fortes.

Pessoas com a pele mais seca devem optar por argilas mais hidratantes, como a vermelha e a rosa.

Primeira vez por aqui?

Cadastre-se agora e receba em primeira mão novidades, conteúdos e descontos exclusivos.

Revitaliza a pele

O silício presente na argila branca desempenha uma função purificante e adstringente, contribuindo na absorção de sais minerais pela pele.

Além disso, a substância apresenta ação antisséptica e cicatrizante, contribuindo na amenização de processos inflamatórios na pele, como os causados por cravos e espinhas.

Outro resultado promovido pelo silício é a reconstrução dos tecidos devido à regeneração celular, o que contribui na suavização da flacidez facial.

Remoção de células mortas

A argila é formada por micro grãos que promovem um efeito esfoliante na pele, o que ajuda tanto na remoção de impurezas e células mortas, como contribui para que a pele receba e absorva melhor tratamentos para hidratação e revitalização.

Absorve a oleosidade

As propriedades da argila branca desempenham um papel importante na regulação sebácea, contribuindo na absorção do excesso de lipídios da derme, mas evitando que a pele fique ressecada, provocando efeito rebote.

Ajuda na firmeza e textura da pele

O silício presente no composto atua na estimulação da produção de fibras de elastina e na sintetização do colágeno.

Com isso, a argila branca torna-se uma aliada na amenização de sinais de envelhecimento facial, contribuindo especialmente na melhora na firmeza e da textura da pele, inclusive com a limpeza e suavização dos poros aparentes.

Efeito antioxidante

O efeito antioxidante da argila branca é devido à presença de manganês na composição e também do alumínio. Esses sais minerais inibem a ação dos radicais livres, que causam a degradação celular, inclusive do colágeno e elastina que atuam na firmeza da pele.

Hidrata

A hidratação promovida pela argila deve-se ao seu poder de remover os lipídios da derme ao mesmo tempo em que promove a penetração de sais minerais e água.

Os sais minerais contribuem na retenção de água, o que permite uma pele mais hidrata e macia.

Tratamento da acne

O tratamento da acne com a argila branca deve-se à sua propriedade de regulação lipídica, mas também devido à ação cicatrizando e antibacteriana do alumínio, que ajudam a reduzir a ocorrência de acne, tratar as cicatrizes decorrentes de uma pele acneica e aliviar processos inflamatórios na pele.

Tem ação calmante

A ação calmante da argila branca deve-se ao seu pH neutro, próximo ao da pele humana, o que faz com que ela tenha uma recepção mais harmoniosa com a derme e torne-a mais indicada para peles sensíveis.

Tem ação anti-inflamatória

A ação anti-inflamatória da argila branca que contribui na revitalização, purificação e efeito antiacne na pele é decorrente da presença de manganês e o magnésio na composição.

Esses minerais acalmam a pele e aliviam os desconfortos relacionados à inflamação cutânea, como vermelhidão, coceira e ardência.

Como usar a argila branca?

A argila branca pode ser usada no rosto, no cabelo e no corpo, além de ser possível utilizá-la em associação com óleos essenciais.

Devido à flexibilidade do uso, entretanto, é importante saber como usá-la corretamente, obtendo seus diversos benefícios estéticos e terapêuticos.

A primeira dica, válida independe do local no qual a argila será aplicada, é fazer o teste alérgico. Para isso, deve aplicar um pouco da argila misturada em água no pulso, deixando agir por 10 minutos.

Caso apresente alguma reação alérgica, como coceira ou vermelhidão, a recomendação é não usar a argila.

Como usar a argila branca no rosto?

O uso mais comum da argila branca na estética é como máscara facial. Nesses casos, para comprar argila branca é possível encontrá-la em pó ou em uma versão já pronta para aplicação.

Antes do tratamento, a recomendação é lavar o rosto com sabonete facial apropriado ao tipo de pele.

No caso da argila branca em pó, coloque uma colher em um recipiente e misture água mineral ou água termal aos poucos, até adquirir uma consistência de pasta.

Em seguida, aplique no rosto garantindo uma camada grossa e atentando-se para evitar a região dos olhos e da boca.

A máscara pode agir entre 15 e 20 minutos, sendo que a temperatura ambiente vai influenciar diretamente na velocidade de absorção e secagem da argila.

Um cuidado que nem sempre é tomado refere-se a esse processo de secagem. Não é recomendado que a máscara fique completamente seca no rosto, pois assim ela deixa de hidratar e começa a retirar água da pele.

Dessa forma, a recomendação é usar um borrifador com água mineral ou água termal conforme a máscara comece a ficar muito seca na pele.

Dado o tempo, deve-se remover a máscara com água fria, lavar o rosto e, preferencialmente, aplicar um sérum de tratamento ou hidratação.

A máscara de argila branca pode ser usada uma na semana, sendo que para peles mais oleosas essa frequência pode ser de até duas vezes por semana.

Argila nos cabelos

A argila branca também pode ser usada como máscara capilar, sendo aplicada com o cabelo úmido e massageando diretamente no couro cabeludo. Em seguida, deixe agir por cerca de 20 minutos.

Na hora de esfoliar e remover a argila, não esfregue na haste capilar, pois o atrito é danoso ao fio, devendo ser usado apenas no couro cabeludo e deixar escorrer pelo fio na hora de enxaguar.

A argila branca desempenha uma função antirresíduos no tratamento capilar, além de promover um leve efeito de esfoliação benéfico para casos de caspa e dermatite seborreica, contribuindo no alívio da coceira.

O uso excessivo de argila no cabelo pode causar ressecamento do fio, dessa forma, a indicação é que ela seja aplicada a intervalos quinzenais em média.

Após o uso da argila no cabelo, é possível finalizar com óleo vegetal para melhores resultados de hidratação e retenção lipídica. Entre os benefícios do produto no cabelo destacam-se:

  • combate às toxinas presentes na superfície do cabelo
  • aumenta o brilho e maciez dos fios;
  • ajuda no controle da oleosidade e sebo;
  • ajuda na hidratação capilar.

Argila no corpo

A argila também é usada em tratamentos corporais, principalmente no clareamento da axila e na amenização das estrias.

Nesses dois casos, a recomendação de uso é semelhante ao da máscara facial, fazendo a mistura para que a argila adquira uma textura pastosa e então aplicando na região do tratamento.

Em seguida enxague o local do tratamento. No caso do tratamento para estrias, a indicação é aplicar um hidratante ou óleo corporal no local em seguida.

Argila com óleos essenciais

Muitas pessoas querem incrementar os benefícios da argila branca associando com óleo essencial e essa opção natural é sim vantajosa, mas precisa ser feita corretamente.

Para uso do óleo essencial na máscara facial, a recomendação é usar um óleo vegetal associado, pois o produto não dilui em água. Assim, a mistura é: uma colher de argila branca, uma colher de chá de óleo vegetal, duas gotas do óleo essencial de preferência e água para alcançar a textura de pasta.

A indicação é fazer a diluição do óleo essencial no óleo vegetal e depois misturar com os demais ingredientes. Algumas opções de óleos essenciais para pele incluem:

  • lavanda usada para acalmar e relaxar a derme;
  • capim limão recomendado para controle da oleosidade;
  • palmarosa que tem propriedades clareadoras
  • melaleuca que ajuda no tratamento da pele acneica devido sua ação cicatrizante e antisséptico.

Portanto, o uso associado da argila branca com óleos essenciais é sim uma opção benéfica para pele, mas o uso correto é fundamental para evitar irritações.

Argilas e beleza limpa

As diferentes argilas, incluindo a argila branca, entregam diversos benefícios à pele em uma rotina de skincare, deixando-a mais viçosa, macia, hidratada e com controle da inflamação, irritação e oleosidade.

No entanto, apesar desses diversos benefícios, estudos indicaram a presença de metais pesados e tóxicos em argilas usadas em cosméticos, como o chumbo (Pb) e bário (Ba) que são associados a problemas de saúde no longo prazo, como doenças neurológicas e alterações nos níveis hormonais.

Dessa forma, a escolha da argila e inserção dela na rotina de skincare deve, fundamentalmente, passar pela questão da beleza limpa.

O movimento beleza limpa, ou clean beauty, promove a conscientização e transparência nos cosméticos, banindo substâncias controversas e que causam problemas de saúde nas consumidoras, como o chumbo e o bário.

Com isso, é fundamental que ao escolher a argila para rotina de skincare avalie-se se a marca promove a beleza limpa e também se é associada ao consumo consciente como usando ingredientes de origem natural, orgânica, vegana e cruelty-free.

Essa opção tornará o uso da argila branca na sua rotina de skincare mais seguro e com melhores resultados estéticos sem comprometer a saúde devido à presença de substâncias tóxicas inadequada ao uso humano.

Dois exemplos de cosméticos naturais com argila branca são da CARE Natural Beauty, com opções limpas, naturais, veganas e orgânicas. Além da argila para máscara facial, o uso mais comum, também é possível encontrar seus ativos em fórmula de sérum. Conheça as opções da marca:

  • Sérum Skindrops Glow: sérum hidratante e iluminador ele tem argila branca na composição e também probióticos, vitamina E, rosa mosqueta, argila rosa, óleo de açaí orgânico, alecrim e lavanda entregando como resultado uma pele mais protegida da poluição e fatores ambientais e poderosa ação antioxidante;
  • Detox Mask: formulada com argila branca, carvão ativado, extratos de pepino, chá verde, folha de oliveira e óleo de jojoba essa máscara facial é ideal para ajudar na limpeza profunda da pele e também tem ação hidratante, calmante e antioxidante

Portanto, priorize, sempre que possível, os cosméticos limpos, naturais, orgânicos e veganos e confira formulações eficazes, mas que colocam sua saúde e bem-estar em primeiro lugar.

 

Deixe um comentário

Os comentários precisam ser aprovados antes da publicação.